Univap faz prótese por autoestima de mulheres com câncer de mama- OVALE

0
118

Lima & Santana Propaganda, sua agência de publicidade e propaganda em Santos

.

Xandu Alvesxandualves10 | @jornalovale

O Ambulatório de Próteses Faciais da Univap (Universidade do Vale do Paraíba), ligado à Faculdade de Ciências da Saúde, usa a mesma técnica das próteses de partes do rosto para confeccionar aréola e bicos do seio.

O trabalho tem contribuído para recuperar a autoestima de mulheres vitimadas pelo câncer de mama e que perderam os seios, inteiros ou parte deles.

O ambulatório confecciona há mais de 10 anos próteses faciais (olho, orelha e nariz), e começou a desenvolver a técnica de próteses mamárias a partir de 2016.

São reconstituídas a aréola e o bico do seio de pacientes mastectomizadas, ou seja, que tiraram as mamas em decorrência do câncer.

Muitas dessas mulheres reconstroem as mamas com próteses, mas sem a aréola e o bico do seio, o que prejudica a autoestima e até a vida sexual.

“É questão psicológica. A vida afetiva da pessoa muda muito, afeta a vida sexual da mulher. Muitas deixam de ter relação por causa disso, de namorar. A reconstrução da aréola e do bico do seio resgata essa parte de autoestima”, disse a professora Ana Christina Claro Neves, coordenadora do Ambulatório de Próteses Faciais da Univap.

Segundo ela, o serviço ainda está longe de atingir a capacidade de produção de próteses mamárias.

Atualmente, o ambulatório fabrica 100 peças de próteses por ano, sendo 98% delas de peças da face. As próteses mamárias têm produção de 12 peças por ano.

“Possível fazer mais de 20 peças por semana. Temos mais capacidade, mas ainda não conseguimos divulgar o serviço suficiente para ter demanda maior”, disse a coordenadora.

O serviço não é coberto pelo SUS (Sistema Único de Saúde), mas os custos são acessíveis a boa parte da população.

A paciente precisa ligar para a Faculdade de Odontologia da Univap, pelo telefone (12) 3947-1016, e marcar uma consulta sobre a prótese. Cada sessão custa R$ 12 e, segundo Ana Christina, em duas consultas a prótese fica pronta.

O valor é de R$ 100 pela peça.

“A gente molda o lado que está saudável, a mama na íntegra. Nesse molde colocamos cera, fazemos a peça inteira e provamos na paciente. Se tiver bem adaptada é feita em silicone. Fazemos aréola e mamilo, não a mama inteira”.

Segundo a coordenadora, as peças são coladas na mama com um adesivo especial para pele, que não causa irritação..



Fonte



Outros sites desenvolvidos pela Lima & Santana Propaganda


Lima & Santana Propaganda