Rinoplastia preservadora: nova técnica cirúrgica traz excelentes resultados de forma menos invasiva

0
51

Lima & Santana Propaganda, sua agência de publicidade e propaganda em Santos

.

Uma das reclamações mais comuns em consultórios de cirurgia plástica é com relação ao nariz. Não é à toa então que a rinoplastia, ou seja, o procedimento que visa alterar a estética do nariz, figura entre as cirurgias plásticas mais realizadas no Brasil. O problema é que grande parte das pessoas ainda não se dispõe a passar pela cirurgia devido ao longo tempo de recuperação que o procedimento exige. Mas a boa notícia é que, com o avanço dos estudos na área da cirurgia plásticas, técnicas que prometem reduzir o tempo de recuperação enquanto conferem ótimos resultados vêm surgindo. É o caso da rinoplastia preservadora.  “A rinoplastia preservadora tem como objetivo corrigir problemas estéticos e funcionais do nariz de maneira menos agressiva que a rinoplastia estruturada, técnica tradicional que, apesar de trazer bons resultados a longo prazo, exige longo período de recuperação e causa  dificuldades caso seja necessária uma segunda intervenção”, explica o Dr. Mário Farinazzo, cirurgião plástico, membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP).

De acordo com o especialista, a técnica vem ganhando cada vez mais espaço no Brasil e no mundo por garantir resultados excelentes com menor trauma cirúrgico, pois conserva ligamentos e tecidos, o que significa menos inchaço e hematomas e menor tempo de recuperação. “Na rinoplastia preservadora há também menos chances de ocorrerem complicações e, caso seja necessária uma nova intervenção no nariz, a cirurgia é mais simples. Por esses motivos, a técnica é principalmente indicada para pacientes que vão realizar a rinoplastia pela primeira vez”, destaca.

Mas, afinal, como é realizada a rinoplastia preservadora? Segundo o cirurgião plástico, a cirurgia, que dura de 3 a 4 horas, é realizada sob efeito de anestesia geral e através de cortes internos, o que resulta em cicatrizes menos aparentes. “Por meios desses cortes internos, o cirurgião identifica e separa as estruturas chaves do nariz, moldando cartilagens e estruturas ósseas. A sustentação é feita através de ligamentos naturais presos à pele e, como resultado, o nariz fica com uma aparência mais natural e harmônica, além de preservar quase que completamente sua elasticidade e mobilidade originais. É principalmente nesse ponto que a rinoplastia preservadora se diferencia da rinoplastia estruturada, pois na técnica tradicional o nariz é completamente desmontado e ao ser remontado, o que é feito por meio de enxertos de cartilagem retirados do próprio septo, tende a se tornar mais rígido”, afirma.

Por ser menos agressiva, o pós-operatório da rinoplastia preservadora é mais rápido e tranquilo. O paciente tende a não sofrer com dores, sentindo apenas uma sensação de pressão sobre a face, e os hematomas são menos frequentes do que na rinoplastia estruturada, o que possibilita ao paciente retornar à rotina mais rapidamente. “Além disso, o inchaço tende a diminuir rapidamente após o terceiro dia, então, no geral, os pacientes se sentem confortáveis para voltar às atividades rotineiras após uma semana. Normalmente, o curativo também é mantido por sete dias e a retirada dos pontos nem sempre é necessária dependendo do caso”, diz o cirurgião. “Porém, é importante ressaltar que, apesar dos benefícios, a rinoplastia preservadora não substitui necessariamente a rinoplastia estruturada. Esse novo método surge como um complemento às técnicas já existentes. O método escolhido dependerá de cada caso. Por isso, o mais importante é que você converse com seu cirurgião plástico. Apenas ele poderá realizar um diagnóstico e indicar a melhor técnica para você”, finaliza o Dr. Mário Farinazzo.

FONTE: DR. MÁRIO FARINAZZO, cirurgião plástico, membro Titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) e Chefe do Setor de Rinologia da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Formado em Medicina pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), o médico é especialista em Cirurgia Geral e Cirurgia Plástica pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), Professor de Trauma da Face e Rinoplastia da UNIFESP e Cirurgião Instrutor do Dallas Rhinoplasty™ e Dallas Cosmetic Surgery and Medicine™ Annual Meetings. Foi coordenador da equipe de Cirurgia Plástica do Hospital Municipal Arthur Ribeiro de Saboya-SP até junho 2019 e opera nos Hospitais Sírio, Einstein, São Luiz, Oswaldo Cruz, entre outros. www.mariofarinazzo.com.br

[email protected]



Fonte



Outros sites desenvolvidos pela Lima & Santana Propaganda


Lima & Santana Propaganda