Jovem perde cílios naturais após procedimento estético.

0
105

Lima & Santana Propaganda, sua agência de publicidade e propaganda em Santos

.

Uma jovem britânica passou por uma experiência traumática durante a aplicação de cílios postiços em um salão de beleza. Nas redes sociais, Lainey Palmer, de 19 anos, perdeu os cílios naturais devido ao procedimento malsucedido. Ela ainda disse que poderia ter ficado cega.

Lainey mostrou que cílios artificiais haviam sido aplicados no local errado

Reprodução

A jovem aceitou ser voluntária de uma mulher que estava em treinamento. Em troca, publicaria o resultado nas suas redes sociais

A garota disse ao jornal The Sun que aceitou ser voluntária de uma técnica em treinamento. Em troca, publicaria o resultado nas redes sociais.

“Eu cheguei lá [no salão], fiz um teste de adesivo e tive uma reação à cola, então eles disseram que usariam outra cola, mas não tenho certeza de que usaram porque estava doendo.”

Logo que se iniciou a aplicação dos cílios, ela sentiu o incômodo. A jovem disse que parecia que seus olhos estavam sendo arranhado com agulhas. A agonia era tão grande que ela disse à técnica para que parasse.

“Fui ao banheiro quando cheguei em casa para lavá-los e pude ver que eles estavam grudados no interior do meu olho.” No vídeo gravado, os cílios artificiais aparecem colados atrás da linha natural.

 

A médica oftalmologista Lisia Aoki, do HC-FMUSP (Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP), afirma que o fato de os cílios artificiais serem colocados no lugar errado provoca esse tipo de incômodo.

“Os cílios fora do lugar normal encostam no olho, machuca e dói muito toda hora que você pisca. A superfície do olho é muito sensível. O cílio artificial é colado em cima do natural, não atrás.”

No hospital, e equipe médica lavou os olhos dela para tirar resíduos de cola que pudessem ter provocado algum tipo de alergia, mas os cílios continuaram. Em casa, Lainey arrancou os cílios artificiais.

 

“Eu estava com muita dor. Eu os tirei depois de cerca de três horas, e é uma sorte que consegui.”

No entanto, a jovem lamentou que perdeu os cílios naturais, mas comemorou por não ter consequências mais graves, como danos à visão.

“Eu costumava ter cílios longos e bonitos, e eles desaparecem, são muito curtos e nunca mais voltarão a crescer”.

A oftalmologista do HC ressalta que os riscos sempre existem nesses casos, mas que a dor e o incômodo fazem com que as pessoas procurem atendimento logo e evitem complicações.

“Sempre existe risco de machucar gravemente, esses machucados podem evoluir como infecção e aí ter um risco de perda visual. Mas o machucado em si, em geral, recupera rápido e sem sequelas.”

Em relação à perda dos cílios, ela diz que existem duas possibilidades. Uma delas é que os cílios naturais foram arrancados junto com a cola, que ainda estava forte por ter sido aplicada havia pouco tempo. “Neste caso, os cílios voltam a nascer, talvez não da mesma forma, mas retornam.”

“Se a gente considerar que a cola irritou, que teve alguma coisa química, aí pode ter uma consequência permanente”, observa.

Lisia diz que esse tipo de procedimento é meramente estético e que não há diretrizes médicas em relação à extensão de cílios. No entanto, é importante saber se o profissional tem habilidade para realizar o trabalho, diz a especialista.

“São usados produtos que são, em geral, testados para usar na região periocular. É importante você ter alguma referência, nem que seja uma indicação de alguém que já fez, para ficar mais seguro. Se tiver algum problema, vá ao oftalmologista.”



Fonte



Outros sites desenvolvidos pela Lima & Santana Propaganda


Lima & Santana Propaganda