Cortar a Orelha do Cachorro é crime!

0
97

Lima & Santana Propaganda, sua agência de publicidade e propaganda em Santos

.

Cortar a orelha do cachorro é uma das práticas mais famosas e mais conhecidas ao redor do mundo, por tutores que se acham no direito de transformar a estética do animal para algo “mais charmoso”. A verdade é que esta prática é extremamente maléfica, não traz benefícios práticos para a saúde e ainda pode deixar o cachorro sofrendo, caso não seja feito da forma certa ou mesmo de forma irresponsável.

Este procedimento é, acima de tudo, estético. E isto é considerado crime por diversos motivos que iremos entender a partir de agora. Fazer o cachorro sofrer pelo simples fato de deixá-lo mais bonito não é uma prática indicada por nenhum profissional de saúde veterinária.

Mas, não precisamos ir longe para termos o bom senso de entender que o cãozinho possui uma vida, dores e sentimentos iguais aos nossos. Logo, fazê-lo passar por um estresse desse tamanho, ainda quando filhote, pode desencadear em muitos problemas.

Acompanhe.

Cão sentado – Foto: Freepik

Cortar a orelha do cachorro – Conchectomia – Por que isso é crime?

Um cachorro estressado, ansioso, depressivo ou com a saúde prejudicada é sinônimo de que algo está errado no seu dia a dia. Porém, é também sinônimo de que algo aconteceu em seu passado para que alguns tipos de comportamentos venham a tona. Muitas vezes, um trauma logo no início da vida do cãozinho, pode fazê-lo sofrer pelo resto de seus anos. Principalmente se o tutor não praticar atividades de adestramento e de adequação comportamental.

E o que isso tem a ver com cortar a orelha do cachorro? Tudo! Afinal, este é um trauma muito grande na vida do bichinho e ele certamente se lembrará disso para sempre, desencadeando sentimentos de tristeza ou de raiva. É por isso também que o procedimento é considerado crime e vai contra as boas práticas humanas e responsáveis para a criação de um cachorro. Além disso, há também outros motivos que tornam a situação um crime, considerado pelo Conselho Federal de Medicina Veterinária em 2008:

  • Não há motivos científicos e benéficos para o animal;
  • O tutor não pode ser egoísta a ponto de mudar o cão apenas por estética;
  • Médicos veterinários que fazem o procedimento podem perder o direito de atuar;

Vamos entender cada um dos tópicos a seguir. Acompanhe.

cão com a língua pra fora

Cachorro com a língua para fora – Foto: Freepik

Não há motivos científicos e benéficos para o animal

Antes de mais nada, é preciso entender que não há motivo científico para haver o corte das orelhas do cachorro. Não existe um benefício diretamente ligado a amputação ou recorte de parte deste membro e o cachorro não evita um ou outro tipo de problema ou doença por este ato. Há quem acredite que o corte das orelhas do animal acontece puramente pelo fato de evitar inflamações no canal auditivo. O que não é verdade.

Problemas no canal auditivo dos animais acontecem com a orelha cortada ou não. A verdade é que o que existe, é uma grande irresponsabilidade por parte dos tutores que deixam o animal com as orelhas sujas e nada higiênicas. É isto que causa problemas no canal auditivo. Então, não precisa cortar a orelha do cachorro. Basta manter o canal sempre limpo e evitar questões de umidade após os banhos.

Veja aqui algumas curiosidades sobre as orelhas de cães.

Cortar a orelha do cachorro

Cão sentado – Foto: Freepik

O tutor não pode ser egoísta a ponto de mudar o cão apenas por estética

Esta é uma questão amplamente discutida a respeito do corte de orelhas de cães: o tutor não pode ser egoísta a ponto de querer deixar o animal mais bonito e, para isso, ter que mutilá-lo. É um problema quando humanos querem interferir na forma física de um animal pelo simples fato estético: deixá-los aparentemente mais bonitos ou dentro de um padrão de beleza ou de imponência, como é o caso de pitbulls.

E este é mais um motivo pelo qual a prática se tornou um crime. Não há motivos para fazer cortes na pele e nos membros do animal simplesmente para que ele fique adequado. Isso acontece também com o rabo dos animais. Veja aqui por que humanos começaram a cortar o rabo dos cães.

Médicos veterinários que fazem o procedimento podem perder o direito de atuar

Outro fator que torna esta prática grave, é o fato de profissionais da saúde veterinária perderem o direito de atuar, caso cometam este tipo de infração contra a Lei e, obviamente, contra o bem-estar e qualidade de vida do cachorro. Por mais que hajam aparelhos e equipamentos tecnológicos para tornar o procedimento simples, é importante entender que isto não necessariamente faz bem!

A mutilação pode trazer riscos para a saúde do pet

Existem ainda muitos efeitos colaterais negativos para a vida do cachorro que passa por um procedimento tão complicado e dolorido, como o corte ou recorte de orelhas. Há muitas situações que podem deixar o animal seriamente machucado no curto, médio e longo prazo. São mais situações que nos fazem entender por que cortar orelha de cachorro é crime. Veja abaixo:

Cortar a orelha do cachorro

Cão sentado – Foto: Freepik

Infecções causadas pela cirurgia

A cirurgia para cortar a orelha do cão pode criar infecções generalizadas no organismo do animal. Muitas vezes um problema que o cachorro possui em outra área do corpo, pode ser decorrente de algum tipo de procedimento cirúrgico mau feito ou mesmo feito de forma irresponsável. Evitar infecções no ouvido do cachorro é um processo que pode ser feito sem a amputação das orelhas, por exemplo. De nada adianta querer evitar um problema e criar outro pior.

A anestesia pode causar alergia nos cães

Anestesia parece ser a “salvadora” para este tipo de processo. Afinal, muitos acreditam que basta anestesiar o animal para que ele não sinta dor durante o processo. Porém, anestesiar um cachorro não é tarefa fácil. É preciso tomar muito cuidado para que não hajam efeitos colaterais, como graves alergias caninas.

Mutilação pode levar a morte do pet

E também, a mutilação das orelhas pode levar a morte do seu cãozinho por diversos motivos no curto prazo que talvez nem faça você imaginar que foi por conta do corte. Infecções, sangramentos internos, mau estar e estresse podem ser fatores determinantes para isso.

Nossa recomendação, é: não corte nenhum membro do seu cão, aceite-o como ele é! Cuide do seu pet e seja responsável!



Fonte



Outros sites desenvolvidos pela Lima & Santana Propaganda


Lima & Santana Propaganda