Como uma boa alimentação pode preservar sua imunidade?

0
40

Lima & Santana Propaganda, sua agência de publicidade e propaganda em Santos

.

Mais tempo parados, mudança de rotina, ansiedade,
pandemia… sem contar as doenças típicas que aparecem todos os anos no
inverno. Sua imunidade acabou abaixando e você precisa de dicas para fortalecer
as defesas do seu corpo? Para te ajudar, a nutricionista clínica do Cetus
Oncologia, Gisele Magalhães, trouxe orientações valiosas para os leitores do
Sou BH que buscam fortalecer o sistema imunológico.

Para que as células de defesa combatam de forma eficaz os
vírus, bactérias e doenças em geral que afetam nosso corpo, a profissional
lembra que não existe um único alimento milagroso, é preciso seguir um conjunto
de ações que ajudam a prevenir as enfermidades que podem nos atingir.

Além das dicas, que você confere abaixo, Gisele indica a
leitura do Guia Alimentar Para a População Brasileira, que é rico nessas
informações, e pode ser baixado gratuitamente, clicando no
link.
Continue lendo, anote todas as sugestões e, claro, coloque em prática para uma
vida mais saudável!

-Consuma alimentos ricos em vitamina C, como as frutas
cítricas (laranja, mexerica, limão, goiaba, caju) e as verduras de folhas
verdes;

-Prefira, ao invés dos sucos, as verduras e frutas in
natura, já que a vitamina C oxida muito rápido, ou seja, quando o alimento é
aberto, descascado ou partido, o nutriente já vai se perdendo com o oxigênio.
Além disso, os alimentos in natura possuem mais fibras, o que ajuda no
funcionamento do intestino;

-As proteínas também são outros nutrientes importantes na
formação do sistema imune. Elas estão presentes nas carnes, leites e derivados,
ovos, e leguminosas como feijão, lentilha, grão de bico e soja;

-Evite comidas muito processadas, ou seja, com muitos
conservantes, corantes e aditivos em geral. A comida caseira, o típico arroz e
feijão brasileiro, um pãozinho de sal de manhã, além de manter hábitos, é
fundamental nesse momento;

-Hidrate-se, é fundamental! Lembre-se de beber muita água,
uma vez que o tempo seco do nosso inverno pode piorar doenças respiratórias;

-Evite dietas restritivas. Quando ficamos sem algum
nutriente importante para o nosso organismo, ele entra em estado de alerta,
tentando compensar ou mudar a forma de estoque necessário;

-Não tome poli vitamínicos sem indicação médica, já que a
quantidade de nutrientes e de água necessárias para cada pessoa varia de acordo
com uma série de fatores, como idade, gênero e atividades físicas;

-Opte por alimentos coloridos! Ter muitas cores no prato,
como o vermelho da beterraba e do tomate, o branco do arroz e das batatas, ou o
verde das verduras, faz com que tenhamos acesso a mais nutrientes.

Por último e não menos importante, a nutricionista deixa um
recado: “Se cuidem, e se puderem, fiquem em casa! ”.



Fonte



Outros sites desenvolvidos pela Lima & Santana Propaganda


Lima & Santana Propaganda