Como planejar uma cirurgia plástica: passo a passo

0
22

Lima & Santana Propaganda, sua agência de publicidade e propaganda em Santos

.

Saiba como planejar uma cirurgia plástica para melhorar os resultados estéticos e aumentar a segurança da técnica

Muitas pessoas têm esse objetivo, mas não sabem como planejar uma cirurgia plástica para que o procedimento seja mais satisfatório e seguro.

Um dos benefícios da cirurgia plástica é justamente o fato de que por ser estética, não precisa ser realizada às pressas, o que poderia comprometer a qualidade ou segurança do procedimento.

Ter um tempo adicional para planejá-la e avaliar todos os pormenores é fundamental. A seguir saiba o que deve receber sua atenção nesses preparativos.

Como planejar uma cirurgia plástica em 6 passos

A organização é uma aliada em diversas etapas da vida e no planejamento da cirurgia plástica são seria diferente. Essa possibilidade pode tornar esse sonho mais próximo e seguro para você.

Confira a seguir como planejar uma cirurgia plástica considerando aspectos financeiros, de saúde e outros.

1. Mais tempo para guardar dinheiro

Uma das vantagens da cirurgia plástica é que ela permite ser planejada com antecedência, o que a torna mais acessível, pois a paciente pode guardar dinheiro por mais tempo para realizá-la com um profissional qualificado.

É importante que a paciente não guarde dinheiro apenas para o procedimento em si, mas considere despesas com os exames pré-operatórios, acessórios da recuperação, afastamento do trabalho, sessões de drenagem linfática e outros aspectos.

2. Escolher a época mais favorável para você

Entre as dicas de como planejar uma cirurgia plástica destaca-se a possibilidade de a paciente agendar o procedimento para quando for mais fácil.

Por exemplo, algumas pessoas preferem fazer cirurgias plásticas no inverno, pois a incidência de sol é menor e a vontade de viajar também. Já outras preferem o verão por ser um período de férias.

Existem diversas ponderações que podem ser realizadas de acordo com as facilidades para você.

3. Ter férias para o período de resguardo

Com o planejamento é possível solicitar as férias do trabalho para serem condizentes com o período necessário para resguardo. Algumas cirurgias demandam até 15 dias de repouso, o que necessita de um tempo de afastamento adequado.

Na mamoplastia, por exemplo, a paciente deve ficar sem dirigir por até 30 dias. Dessa forma, se for de carro ao trabalho, deve-se considerar este fator na hora de planejar a cirurgia.

Além de a paciente ficar afastada do trabalho, é importante que verifique se contará com a ajuda de outras pessoas com as tarefas regulares, pois durante a recuperação é necessário preservar-se, inclusive, das tarefas domésticas, por exemplo.

4. Fazer uma consulta de avaliação

Um dos primeiros passos de como planejar uma cirurgia plástica é escolher o cirurgião plástico responsável considerando a experiência, especialização e reputação dele.

Com mais antecedência, a paciente poderá avaliar melhor essas questões, aumentando as chances de fazer uma escolha certa e confiável.

Além disso, deve agendar uma consulta de avaliação para conversar com o especialista que analisará se o procedimento desejado pela paciente é realmente a melhor opção para o caso.

A consulta com o cirurgião plástico também deve ser usada para esclarecer dúvidas sobre o procedimento, alinhando as suas expectativas à realidade da técnica.

Nesse primeiro momento é preciso explicar as motivações para realizar a cirurgia plástica, conhecer os riscos, complicações e contraindicações, saber como o procedimento é executado e até mesmo informações sobre o pós-operatório que devem entrar no planejamento.

5. Realizar os exames médicos necessários

O cirurgião plástico sempre solicitará exames prévios para avaliar a sua condição de saúde antes de indicar uma cirurgia plástica. Para isso é importante relatar todo seu histórico clínico que pode demandar exames para cirurgia plástica específicos.

Em geral, são solicitados exames de sangue, coagulação, urina e cardíacos. Em alguns casos pedem-se ainda exames de imagem, como no caso da rinoplastia.

O tempo adicional é importante para realizar esses exames com calma e aguardar os resultados para verificar seu estado de saúde.

6. Mudar hábitos prejudiciais

Com mais tempo e atenção especial sobre como planejar uma cirurgia plástica, a paciente também poderá fazer mudanças no estilo de vida que vão ajudar diretamente nos resultados e segurança do procedimento cirúrgico. Eles incluem:

  • interromper o uso do tabaco o mais rápido possível;
  • diminuir ou cortar o consumo de bebidas alcoólicas;
  • realizar exercícios físicos regulares, melhorando o sistema respiratório e cardiovascular;
  • melhorar a alimentação, reduzindo açúcares, sódio e gorduras;
  • controlar doenças previamente existentes, como diabetes e hipertensão;
  • fazer um controle adequado do peso, evitando o sobrepeso ou obesidade.

Uma paciente com sobrepeso, por exemplo, é menos apta a realização de uma lipoaspiração do que uma que esteja dentro do peso adequado, mas insatisfeita com o acúmulo de gordura localizada.

Essa possibilidade de se antecipar e melhorar os hábitos garantirá um melhor resultado estético com a cirurgia plástica e também menos riscos de complicações à paciente.

A melhor forma de como planejar uma cirurgia plástica é conversar com um cirurgião plástico de confiança, reunindo as informações necessárias sobre o pré-operatório, realização do procedimento e recuperação.

 

Agende agora a sua consulta!

 

Saiba como planejar uma cirurgia plástica para melhorar os resultados estéticos e aumentar a segurança da técnica

Muitas pessoas têm esse objetivo, mas não sabem como planejar uma cirurgia plástica para que o procedimento seja mais satisfatório e seguro.

Um dos benefícios da cirurgia plástica é justamente o fato de que por ser estética, não precisa ser realizada às pressas, o que poderia comprometer a qualidade ou segurança do procedimento.

Ter um tempo adicional para planejá-la e avaliar todos os pormenores é fundamental. A seguir saiba o que deve receber sua atenção nesses preparativos.

Como planejar uma cirurgia plástica em 6 passos

A organização é uma aliada em diversas etapas da vida e no planejamento da cirurgia plástica são seria diferente. Essa possibilidade pode tornar esse sonho mais próximo e seguro para você.

Confira a seguir como planejar uma cirurgia plástica considerando aspectos financeiros, de saúde e outros.

1. Mais tempo para guardar dinheiro

Uma das vantagens da cirurgia plástica é que ela permite ser planejada com antecedência, o que a torna mais acessível, pois a paciente pode guardar dinheiro por mais tempo para realizá-la com um profissional qualificado.

É importante que a paciente não guarde dinheiro apenas para o procedimento em si, mas considere despesas com os exames pré-operatórios, acessórios da recuperação, afastamento do trabalho, sessões de drenagem linfática e outros aspectos.

2. Escolher a época mais favorável para você

Entre as dicas de como planejar uma cirurgia plástica destaca-se a possibilidade de a paciente agendar o procedimento para quando for mais fácil.

Por exemplo, algumas pessoas preferem fazer cirurgias plásticas no inverno, pois a incidência de sol é menor e a vontade de viajar também. Já outras preferem o verão por ser um período de férias.

Existem diversas ponderações que podem ser realizadas de acordo com as facilidades para você.

3. Ter férias para o período de resguardo

Com o planejamento é possível solicitar as férias do trabalho para serem condizentes com o período necessário para resguardo. Algumas cirurgias demandam até 15 dias de repouso, o que necessita de um tempo de afastamento adequado.

Na mamoplastia, por exemplo, a paciente deve ficar sem dirigir por até 30 dias. Dessa forma, se for de carro ao trabalho, deve-se considerar este fator na hora de planejar a cirurgia.

Além de a paciente ficar afastada do trabalho, é importante que verifique se contará com a ajuda de outras pessoas com as tarefas regulares, pois durante a recuperação é necessário preservar-se, inclusive, das tarefas domésticas, por exemplo.

Importância de planejar cirurgia plástica

4. Fazer uma consulta de avaliação

Um dos primeiros passos de como planejar uma cirurgia plástica é escolher o cirurgião plástico responsável considerando a experiência, especialização e reputação dele.

Com mais antecedência, a paciente poderá avaliar melhor essas questões, aumentando as chances de fazer uma escolha certa e confiável.

Além disso, deve agendar uma consulta de avaliação para conversar com o especialista que analisará se o procedimento desejado pela paciente é realmente a melhor opção para o caso.

A consulta com o cirurgião plástico também deve ser usada para esclarecer dúvidas sobre o procedimento, alinhando as suas expectativas à realidade da técnica.

Nesse primeiro momento é preciso explicar as motivações para realizar a cirurgia plástica, conhecer os riscos, complicações e contraindicações, saber como o procedimento é executado e até mesmo informações sobre o pós-operatório que devem entrar no planejamento.

5. Realizar os exames médicos necessários

O cirurgião plástico sempre solicitará exames prévios para avaliar a sua condição de saúde antes de indicar uma cirurgia plástica. Para isso é importante relatar todo seu histórico clínico que pode demandar exames para cirurgia plástica específicos.

Em geral, são solicitados exames de sangue, coagulação, urina e cardíacos. Em alguns casos pedem-se ainda exames de imagem, como no caso da rinoplastia.

O tempo adicional é importante para realizar esses exames com calma e aguardar os resultados para verificar seu estado de saúde.

6. Mudar hábitos prejudiciais

Com mais tempo e atenção especial sobre como planejar uma cirurgia plástica, a paciente também poderá fazer mudanças no estilo de vida que vão ajudar diretamente nos resultados e segurança do procedimento cirúrgico. Eles incluem:

  • interromper o uso do tabaco o mais rápido possível;
  • diminuir ou cortar o consumo de bebidas alcoólicas;
  • realizar exercícios físicos regulares, melhorando o sistema respiratório e cardiovascular;
  • melhorar a alimentação, reduzindo açúcares, sódio e gorduras;
  • controlar doenças previamente existentes, como diabetes e hipertensão;
  • fazer um controle adequado do peso, evitando o sobrepeso ou obesidade.

Uma paciente com sobrepeso, por exemplo, é menos apta a realização de uma lipoaspiração do que uma que esteja dentro do peso adequado, mas insatisfeita com o acúmulo de gordura localizada.

Essa possibilidade de se antecipar e melhorar os hábitos garantirá um melhor resultado estético com a cirurgia plástica e também menos riscos de complicações à paciente.

A melhor forma de como planejar uma cirurgia plástica é conversar com um cirurgião plástico de confiança, reunindo as informações necessárias sobre o pré-operatório, realização do procedimento e recuperação.

 

Agende agora a sua consulta!

 

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica – SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).
http://www.lucianapepino.com.br/

Dra. Luciana Pepino

Formada em 1996 pela Faculdade de Ciências Médica de Minas Gerais em Belo Horizonte, fiz minha especialização em Cirurgia Geral por 2 anos e Cirurgia Plástica por mais 3 anos no Hospital São Universitário São José, também em Belo Horizonte (MG).



Fonte



Outros sites desenvolvidos pela Lima & Santana Propaganda


Lima & Santana Propaganda